‘O Pisa é do PT’, diz Weintraub para justificar ‘tragédia’ do Brasil em prova

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, atacou e culpou os governos petistas pelo resultado do Brasil que considerou “uma tragédia” no Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa, na sigla em inglês).

“O Pisa é do PT, não do (presidente Jair) Bolsonaro”, afirmou Weintraub ao comentar os resultados de 2018 do exame, divulgados nesta terça-feira, 3, pelo Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

“Integralmente culpa do PT, integralmente culpa dessa doutrinação ‘esquerdófila’ sem compromisso com o ensino. Quer discutir sexualidade, não quer ensinar (a) ler e escrever”, disse o ministro, que poupou a gestão anterior, de Michel Temer (MDB).

“Ele ficou pouco tempo. Não dá para culpar o cara. O exame foi feito no começo de 2018. Ele ficou um ano lá, não vou culpar…Ele é culpado de ser vice da (presidente) Dilma (Rousseff). Isso ele é culpado – e de outras coisas também.”

A nota dos estudantes brasileiros de 15 anos teve uma leve melhora na maior avaliação de educação básica do mundo.

No entanto, quatro em cada 10 adolescentes não conseguem identificar a ideia principal de um texto, ler gráficos, resolver problemas com números inteiros, entender um experimento científico simples.

– Tecnologia em sala de aula e escolas cívico-militares –

“Esse governo não tem a nada ver com o Pisa”, enfatizou o ministro. “Quando vocês olharem em termos históricos, 2019 vai ser o ponto de inflexão.”

Para Weintraub, um das soluções para melhorar o desempenho dos estudantes brasileiros é investir em tecnologia nas escolas e substituir o material didático.

“Os antigos não funcionam. A prova está no Pisa de 2018”, disse. “A gente começa a mudar isso com livro didático, com técnicas diferentes, com métodos diferentes, que foram feitos, apresentados e discutidos, começaremos a implantar isso no Brasil inteiro.”

Weintraub afirmou que o Ministério da Educação (MEC) teve acesso a dados que mostram que as notas dos colégios cívico-militares estão acima da média da OCDE e defendeu o modelo, uma das bandeiras da área de educação do governo Bolsonaro.

“Na média, é uma tragédia, mas, quando a gente olha as escolas militares e cívico-militares já existentes, o Brasil está acima da média da OCDE.”

– Pisa –

Os resultados do Pisa foram divulgados nesta terça pela OCDE, em Paris. Participaram da prova, aplicada em 2018, 600 mil estudantes em 79 países.

O exame é feito desde 2000, a cada três anos, com nações membros da OCDE e convidados, como é o caso do Brasil.

A China, representada por quatro províncias, ficou em primeiro lugar dos rankings mundiais das três áreas avaliadas – Leitura, Matemática e Ciência.

Nesta edição, o foco foi em Leitura.

Leia Também:
Há avanços, mas o País precisa se inspirar em nações de sucesso e investir em professor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.